La Rasina Il Divasco 2006  Brunello di Montalcino  Magnum  15 litro
  • La Rasina Il Divasco 2006  Brunello di Montalcino  Magnum  15 litro
  • La Rasina Il Divasco 2006  Brunello di Montalcino  Magnum  15 litro

La Rasina Il Divasco 2006 | Brunello di Montalcino | Magnum | 1,5 litro


Código 514

R$ 1.040,00

3x de R$ 346,66

veja opções de parcelamento
Restam apenas 2 unidades em estoque.

Compartilhe

  • Descrição
  • Região
  • Produtor

1500ml
Região: Toscana - DOCG Brunello di Montalcino
Uvas: 100% Sangiovese Grosso (Brunello)

Wine Spectator 93 pontos: "Adoráveis aromas de tabaco, alcatrão, couro e cerejas, que marcam este Brunello, o qual é tânico e doce, com estes componentes se alternando até o final. Tem excelente harmonia e longo retrogosto. Melhor de 2013 a 2026".

Harmonização: ideal com carnes assadas, guisados, carnes selvagens, e queijos curados.

Pontuação da safra 2006 (por Wine Spectator): 95 pontos

Teor alcoólico: 14,5°

Robert Parker: 91pontos




A região da Toscana tem uma longa e secular tradição vinícola. Durante muito tempo o Chianti reinou absoluto na região e foi ligado aos seus produtores mais famosos, como Frescobaldi, Ricasoli e Antinori. Dessa região também surgiram os famosos Supertoscanos, que ao recusar seguir as leis das suas DOCs e DOCGs, revolucionaram a vinicultura e forçaram mudanças como a permissão de plantio de castas estrangeiras como Cabernet Sauvignon e Merlot. A Toscana possui 64 mil hectares de vinhedos divididos em 42 DOCs, 11 DOCGs e 5 IGTs, sendo o Brunello di Montalcino a grande estrela local. A área de produção de Montalcino abrange a comuna de Montalcino, na província de Siena, na região da Toscana, área central da Itália. A área total de produção é de 24 mil hectares sendo 2.100 para a DOCG (denominazione di origine controllata e garantita) Brunello di Montalcino.

As leis que controlam a produção de vinho seguem a Disciplinare que exige que a DOCG produza os vinhos:

- a partir de 100% Sangiovese Grosso (ou Brunello).
- mantenha apenas 8 mil quilos de uva por hectare.
- o vinho passe no mínimo 2 anos em barricas e 4 meses em garrafas (quando Riserva serão 6 meses em garrafa).
- sejam comercializados somente a partir do quinto ano a partir da data da colheita.
- sejam engarrafados na zona de produção.
- tenham o mínimo de 12° de álcool e 12,5° em caso de menção "Vigna".

Os vinhedos da DOCG ficam entre 120 e 650m de altitude. Brunellos são vinhos que se prestam ao longo envelhecimento. Mantidos em adega climatizada podem chegar aos 30 anos de guarda.

Toscana

Azienda Agricola La Rasina

Região: Itália – Toscana/Montalcino 

A fazenda La Rasina foi fundada nos anos setenta por Santi Mantengoli, mas somente na segunda metade dos anos 80, através do sucessor Vasco, o trabalho foi direcionado para o negócio da videira. Desde 1988, concentrou-se ainda mais nesse setor, que em Montalcino estava evoluindo rapidamente. Muitos investimentos, tanto nas vinhas como na adega, levaram a empresa à situação atual. Desde 1997, a gestão foi entregue a Marco Mantengoli, um jovem enotécnico, que combina suas novas ideias e tecnologia moderna com uma experiência paterna tradicional de dez anos. 

A La Rasina tem uma extensão de cerca de 45 hectares, dos quais 11 são plantados com vinhas, 4 hectares de olivais e o restante é arável. Estende-se na encosta nordeste da colina de Montalcino a uma altura de 350 metros. Em frente à fazenda abre o Parque Val d'Orcia, conhecido por ter se tornado Patrimônio Mundial da UNESCO. 

As videiras variam de 2 a 30 anos, cultivadas com cordão de baixa densidade, possuem densidades de plantas que variam de 3500 a 5000 vinhas/hectare. Os vinhedos são monitorados direta e constantemente e ficam nas imediações da sede da empresa. 

Produção de Qualidade 

A La Rasina atualmente produz 30.000 garrafas de Brunello di Monatalcino, 15.000 garrafas de Rosso di Montalcino e cerca de 10.000 IGT Toscana Sangiovese. Estes números estão destinados a aumentar graças aos investimentos realizados, mas permanecendo sempre na perspectiva da produção de alto nível. 

Segundo Robert Parker, os Brunellos de Marco Mantengoli são deliciosos. James Suckling da Wine Spectator exclamou que esse é "um dos melhores produtores em Montalcino hoje!".

// Comentários

Comentários