Barbeito Reserva Malvasia 5 anos - Doce  meia garrafa  Vinho Madeira
  • Barbeito Reserva Malvasia 5 anos - Doce  meia garrafa  Vinho Madeira

Barbeito Reserva Malvasia 5 anos - Doce | meia garrafa | Vinho Madeira


Código 404

R$ 118,00

Compartilhe

  • Descrição
  • Região
  • Produtor

500ml
Região: Madeira - DOP Madeira - Tipo Reserva
Uva: 100% Malvasia.

Envelhecimento: fortificado, envelhecido em carvalho por 5/7 anos pelo método de canteiro.

Cor dourada. Notas de amêndoas tostadas, mel e madeira defumada. Paladar ligeiramente caramelizado, fresco e elegante. A doçura e a cidez encontram-se em perfeito equilibrio. 

Harmonização: Excelente digestivo. Ótimo com queijos azuis e sobremesas a base de caramelo, chocolate e frutas cristalizadas. 

Teor alcoólico: 19°

A Ilha da Madeira fica a uma distância de 1100 km da costa portuguesa e a apenas 600 km da costa africana. Foi um importante ponto de reabastecimento durante as navegações e por conta disso surgiu o Vinho da Madeira, um fortificado como o Porto. Porém aí acabam as semelhanças entre os dois vinhos. Feito predominantemente de castas brancas, o Vinho Madeira tem aromas e sabores únicos, diversos estilos e níveis de açúcar. A região de produção abrange apenas 500 hectares de vinhas em terrenos acidentados, com solos vulcânicos e grande influência marítima no clima. Aqui o sistema de condução da videira é em Latada (semelhante a um teto de vinhas), raramente usado em outras regiões. A complexa irrigação da região conta com canais de água doce chamados de "levadas" e distribuídos em impressionantes 2150 km. Existe apenas uma denominação na Madeira, a DOP (Denominação de Origem Protegida) Madeira, também chamada Madère, Vin de Madère, Madera, Madeira Wein, Madeira Wine, Vino di Madera, Madeira Wijn ou outras traduções aprovadas pelo IVBAM, órgão responsável pela regulamentação local. As variedades de castas mais utilizadas na produção de vinho Madeira são: Sercial, Verdelho, Boal, Malvasia, Terrantez e Tinta Negra. No entanto, existem outras castas recomendadas e autorizadas. 

Método de vinificação

- Nas Adegas, é feita uma triagem das uvas para avaliação do estado sanitário. Após serem pesadas e verificado o grau alcoólico provável é feita a seleção do tipo de uvas, de acordo com o tipo de vinho que se pretende obter. O mosto resultante da prensagem é sujeito a uma fermentação, que pode ser parcial ou total, e posterior fortificação. 

- O processo de fortificação consiste na interrupção da fermentação com a adição de álcool vínico a 96% vol. A escolha do momento da interrupção da fermentação faz-se de acordo com o grau de doçura pretendido para o vinho, podendo-se obter quatro tipos de vinho: o seco, o meio-seco, o meio-doce e o doce. Findo este processo, os vinhos podem ser submetidos a um dos dois processos de envelhecimento: “Estufagem” ou “Canteiro”.

Estufagem

- O vinho é colocado em estufas de aço inox, aquecidas por um sistema de serpentina, por onde circula água quente, por um período nunca inferior a 3 meses, a uma temperatura entre os 45 e 50 graus Celsius. Concluída a «estufagem», o vinho é sujeito a um período de «estágio» de pelo menos 90 dias à temperatura ambiente. A partir deste momento pode permanecer em inox, ou ser colocado em cascos de madeira, até reunir as condições que permitem ao enólogo fazer o acabamento do vinho, para que possa ser colocado em garrafa, com a garantia de qualidade necessária. No entanto, estes vinhos nunca podem ser engarrafados e comercializados antes de 31 de Outubro do segundo ano seguinte à vindima. São vinhos maioritariamente de lote. 

Canteiro 

- Os vinhos selecionados para estágio em Canteiro (pipas sob suportes de traves de madeira, denominadas de canteiros) são envelhecidos em barris, normalmente nos pisos mais elevados dos armazéns onde as temperaturas são mais elevadas, pelo período mínimo de 2 anos. Trata-se de um envelhecimento oxidativo desenvolvendo nos vinhos características únicas de aromas intensos e complexos. Os vinhos de canteiro só poderão ser comercializados, decorridos pelo menos 3 anos, contados a partir de 1 de Janeiro do ano seguinte ao da vindima.

Tipos de Madeira

Existem diversos estilos de Vinhos Madeira, sendo: Frasqueira ou Garrafeira, Colheita, com indicação de idade (com direito ao uso da designação de idade, quando tenha qualidade em conformidade com os respectivos padrões, sendo as indicações de idade permitidas as seguintes: 5, 10, 15, 20, 30, 40 e mais de 50 anos de idade), Canteiro (alcoolizado durante ou logo após a fermentação, sendo submetido a um estágio em madeira por um período mínimo de 2 anos, devendo constar de conta corrente específica e não podendo ser sujeito ao processo de produção de estufagem nem engarrafado com menos de 3 anos, a contar de 1 de janeiro do ano seguinte ao da vindima), Colheita (com indicação do ano de colheita, que tenha sido envelhecido continuamente em madeira durante pelo menos 5 anos e apresente características organoléticas destacadas)Reserva ou Velho (em conformidade com o envelhecimento de 5 anos), Reserva Extra, Selecionado, Fino ou Fine,  Solera e Rainwater.

Madeira

Barbeito 

Região: Portugal - Ilha da Madeira

A Barbeito foi fundada em 1946 por Mário Barbeito de Vasconcelos (avô dos proprietários atuais) que se dedicou a exportar seus vinhos para outros países e construir relações sólidas com os importadores. Muitos desses clientes existem até hoje.Quando da morte de Mário, em 1985, sua filha assumiu a administração da vinícola e continuou o trabalho do pai, expondo em feiras, mantendo seus antigos clientes e conseguindo novos.

Em 1991 registou-se uma importante alteração nos Vinhos Barbeito: pela primeira vez a produção do vinho tornou-se responsabilidade de um membro da família. Em 1993, após 2 anos de aprendizagem, Ricardo Freitas enfrentou sozinho a sua primeira vindima. Perspectivando o futuro, iniciou-se a constituição de uma equipe de trabalho da qual todos os seus membros trabalham sobre o mesmo lema: produzir vinhos de qualidade com estilo próprio.

A natureza é rainha na produção dos vinhos Barbeito. Os vinhos envelhecerem em três armazéns de Canteiro distintos. Apesar de estarem todos situados em Câmara de Lobos estão sujeitos a características climatéricas e exposição solar diferentes. Estes fatores permitem obter uma grande variedade de vinhos dando origem a lotes caracterizados pelo estilo único da Barbeito: a longa e ácida frescura no fim de boca. A Barbeito foi comparada pela crítica de vinhos Jancis Robinson o “Château Lafite da Madeira” pelo capricho e empenho na elaboração de seus vinhos.

Vencedor do prêmio “Produtor do Ano 2013” -- (Revista Wine / Essência do Vinho – Portugal)

// Comentários

Comentários